Papel Principal

18-Setembro-2007

Juízes impõem Lei da Rolha

Filed under: Sem categoria — Pp @ 17:37
Tags: , , , , , , ,

O caso Madeleine Maccan não tem mesmo rumo possível.//stopthedrugwar.org/files/gavel

A justiça portuguesa é muda, lerda e anda a brincar.

Do alto do seu pedestal os senhores juízes e donos do mundo nem querem saber do coitado do povo que rasteja a seus pés.

Temos um novo episódio digno do prémio nobel da comunicação da sociedade mediatizada e da democracia madura.

O juíz do processo julga necessário dar esclarecimentos públicos sobre o caso. Presumo que esclarecimentos no absoluto respeito por todas as leis mas sem ingnorar o legitimo direito de acesso à informação.

Pois é… Mas os doutos senhores que mandam nos juízes decidiram calar o Juíz.

Como? Simples: Dissseram: “Nóz (Conselho Superior de Magistratura) é que comunicamos!

Ah! Mas acrescentaram mais uma coisita sem importância: “Por agora não temos nada a dizer”

Trata-se portanto da aplicação da chamada Lei da Rolha.

Deviam ter vergonha na cara e aproveitar para ler aqueles capítulos sobre o papel da informação numa sociedade livre.

O pior é que uma sociedade livre e informada pode pôr em causa o Vosso Altíssimo Poder.

E isso, oh ! Deuses na Terra, sería para Vós, intolerável.

Parece-me que o segredo de justiça vai continuar a ser violado. Suspeito….

O Conselho Superior de Magistratura (CSM) anunciou esta terça-feira que irá assumir os esclarecimentos sobre o ‘caso Madeleine’ em colaboração com o juiz de instrução de Portimão, sublinhando que de momento não se justifica qualquer informação pública, entretanto Clarence Mitchell assumiu-se hoje como porta-voz dos McCann, acreditando que são “vítimas inocentes”, abandonando desta forma o cargo de assessor de imprensa de Gordon Brown, PM britânico.

Pedro Simões, juiz de instrução de Portimão, pediu ao CSM autorização para explicar à comunicação social os procedimentos judiciais do caso, justificado pelo impacto do mesmo na opinião pública. Aquele órgão deu conta em nota informativa que era da responsabilidade do Ministério Público todas as informações e esclarecimentos relativos ao ‘caso Maddie’.

Advertisements

Deixe um Comentário »

Ainda sem comentários.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: