Papel Principal

19-Abril-2007

Marques Mendes operado é notícia um mês depois

O meu pássaro (aquele, aqui de cima) está parvo.

Nesta postagem eu poderia fazer um par de comentários a um comunicado de imprensa que um amigo meu jornalista me enviou. Mas decidi fazer melhor. Decidi publicá-lo para que o possam ler.

Os factos que motivariam uma notícia aconteceram… hoje? ontem? há dois dias?

RESPOSTA ERRADA. NÃO!

Os factos apenas aconteceram no MÊS PASSADO.

Ok, ok, essa malta das notícias anda distraída com a possível, eventual, confirmada, desmentida, trapalhada da licenciatura do Zé e não ligou nenhuma ao feito do Hospital de S. Maria.

Pois bem o Hospital decidiu enviar um comunicado à imprensa em forma de notícia já feita.

Além do mês de atraso, o texto é fabuloso.

Decidi publicar a versão na íntegra no post anterior mas quero sublinhar algumas coisitas que lá estão:

Serviço de Cirurgia Vascular do Hospital de Santa Maria Realiza Intervenção Cirúrgica Única no Mundo

O Serviço de Cirurgia Vascular do Hospital de Santa Maria realizou, no pretérito dia 21 de Março de 2007, uma intervenção cirúrgica em que foi utilizada uma técnica original e inteiramente desenvolvida em Portugal.

O Prof. Doutor Dinis da Gama, especialista em Cirurgia Geral e Cirurgia Vascular, Director do Serviço, volvidos catorze dias após o complexo e delicadíssimo acto cirúrgico, concedeu-nos esta entrevista….

nota do blog: entrevista, novo tipo de comunicado de imprensa

«Este caso envolveu uma doença denominada aneurisma da aorta. A aorta é a principal artéria que irriga todo o organismo, ou seja, é a artéria que leva sangue a todos os segmentos do nosso corpo, e, muito embora raramente, por vezes adoece e começa a dilatar. Regra geral, essa dilatação é progressiva e a dado momento rompe, eventualidade que em segundos provoca a morte do doente. A única forma de prevenir essa evolução catastrófica é sujeitar o doente a uma intervenção cirúrgica, a qual consiste em retirar o aneurisma e substitui-lo por um conduto protésico. Esse conduto, ou se quiser, esse substituto, consta de uma aorta de plástico, actualmente muito sofisticada e sem qualquer risco de rejeição».

nota do blog: os médicos ensinam o povo que as operações tem sempre riscos.

Para que a informação nos chegasse pormenorizada, o Professor, sempre com uma linguagem acessível continuou: «Em determinadas circunstâncias, o aneurisma é de tal forma grande que envolve não só a aorta do abdómen como também a aorta torácica, o que implica uma intervenção cirúrgica muito complexa. E complexa porque se torna necessário retirar toda a aorta, quer no tórax quer no abdómen, o que significa que estamos perante uma operação que obedece à abertura de toda a cavidade torácica e de toda a cavidade abdominal. Mas para que entenda melhor a delicadeza do processo, posso adiantar-lhe também que para além dessa delicada intervenção, é necessário interromper toda a circulação sanguínea para se proceder à implantação da nova aorta artificial».

nota do blog: não esquecer de elogiar o Doutor mesmo que o elogio seja pouco rigoroso.

Uma técnica americana adaptada à realidade portuguesa

O Professor Dinis da Gama, visivelmente sereno, confiante e determinado, continuou: ….

nota do blog: repita o tom elogioso várias vezes. Os jornalistas são distrídos e burros por definição. E podem não reparar à primeira

Um orgulhoso olhar de todos e para todos

O Prof. Doutor Dinis da Gama, convidado a um rápido olhar a estes catorze dias, numa só frase fez emergir o seu sentimento de Homem, de Profissional e de Director: «Olhando para estes catorze dias, começo por testemunhar o meu elevado apreço pelo excepcional pessoal que temos(,….). Eu tenho muito orgulho naquilo que fazemos! Tenho muito orgulho no meu pessoal e tenho muito orgulho no Hospital de Santa Maria!».

nota do blog: e o Grande Final:

Lágrimas com sabor a Vida

O intervencionado, senhor Francisco Marques Mendes, com a voz embargada pela extrema e compreensível comoção, começou por nos dizer que deve a sua “nova” vida ao Senhor Professor Doutor Dinis da Gama e a toda a sua equipa.

Face pontiaguda, tingida de um castanho dourado emprestado pelos raios solares e severamente mapeada com os traços de quem trabalha a terra, o senhor Francisco deixou-se vencer pela catadupa de lágrimas que ia bebendo.

Eram lágrimas com sabor a vida.

Eram lágrimas de eterno agradecimento a todos quantos lhe ofereceram condições para voltar a chorar.

Eram as lágrimas do senhor Francisco Marques Mendes.

Ao jornalista, atraiçoado pela forte emoção que emoldurou esta visita ao homem de face pontiaguda tingida de castanho dourado, restou expressar um voto do tamanho de todos os mundos de muita saúde ao senhor Francisco.

Da porta da enfermaria ainda acenámos um Adeus.

O senhor Francisco lá ficou, sentadinho, a beber as suas lágrimas com sabor a Vida.

Advertisements

Deixe um Comentário »

Ainda sem comentários.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: